Jerry Lewis foi o criador do Teleton

Em 1966 Jerry Lewis criou a Jerry Lewis MDAA Telethon Labor Day, uma maratona televisiva que seria realizada no dia do trabalho, nos Estados Unidos. Todo o dinheiro arrecadado iria para a Associação de Distrofia Muscular (MDAA).

Jerry Lewis fez seu primeiro show em benefício das Associações de Distrofia Muscular da Améria em 1952, após um apelo de um membro da equipe que trabalhou com ele no The Colgate Comedy. O ator iria sediar vários shows beneficentes em Nova York, ao lado de Dean Martin, promovendo a luta contra a distrofia muscular e o sucesso desses shows convenceram o ator de que uma maratona iria arrecadar mais fundos.

Em meados da década de 60, os organizadores da maratona escolheram o Dia do Trabalho para ser a data anual para a transmissão, pois esse era o único período de tempo em que podiam encontrar as pessoas em casa. Alguns argumentaram que seria um fracasso, já que muitos viajavam nesse período, mas Lewis não desistiu.

O primeiro Jerry Lewis MDAA Labor Day Telethon foi realizado em 4 de setembro de 1966, sendo apresentado do Nova York American Hotel. Provando que os céticos estavam errados, o evento foi tão bem sucedido que Lewis teve que subir ao palco sete vezes para mudar os números.

Ano a ano a transmissão foi aumentando até alcançar todo o país e em 1973 já eram 150 estações retransmitindo o programa com doações ultrapassando 10 milhões de dólares. Em 1976 houve um acontecimento histórico na apresentação, quando ocorreu o reencontro entre Jerry Lewis e seu parceiro de palco Dean Martin, após 20 anos de separação. O encontro foi arranjado por Frank Sinatra, amigo de ambos e um frequentador assíduo do Teleton.Em 2010 anunciou-se que a maratona do ano seguinte duraria apenas seis horas ao invés de 21, como acontecera nos anos passados e que não contaria mais com Jerry Lewis, que a partir da década de 80 aparecia cada vez menos devido a problemas de saúde. Em 2011 o Teleton prestou uma homenagem ao ator com um vídeo mostrando a trajetória do mesmo nas maratonas passadas. Jerry pediu demissão do seu posto como presidente nacional da MDA e a maratona continuou sem ele.

A partir dos anos seguintes não houve mais nenhuma menção do ator durante as maratonas e o tempo foi sendo reduzido até três horas, se transformando em um show beneficente.

Jerry não fala sobre o que aconteceu na sua saída, se houve desentendimento ou mágoa e quando perguntado sempre se esquiva sobre o assunto. Mas Richard Belzer, comediante que tem uma boa relação com o ator, já disse em certa ocasião que ele se magoou com a forma como as coisas se tornaram. Ele não queria que o programa fosse gravado e tivesse seu formato e comprimento mudados. O ator teria entendido como um insulto e um pedido para que ele se retirasse.Em 2015 a MDA anunciou que após 49 anos de funcionamento da maratona, ela chegava ao fim, com a associação se dedicando em novas formas de aumentar o apoio à sua missão. No entanto o mesmo permanece sendo apresentado em vários locais do mundo, incluindo o Brasil.

Por sua iniciativa humanitária, Jerry Lewis foi indicado ao Prêmio Nobel da Paz em 1977. Em 2009 ele ganhou um Oscar humanitário.

Anúncios

4 grandes erros de Albert Einstein que ninguém comenta

Ninguém precisa falar para você que Albert Einstein foi e ainda continua sendo um dos maiores gênios da humanidade, não é mesmo? O velhinho excêntrico e carrancudo (na maioria das vezes), foi responsável por inúmeras descobertas e teorias que conhecemos e que nos são úteis hoje em dia, mas nem esse brilhantismo barrou alguns erros de Albert Eintein.

Mas, como você já deve imaginar, nenhuma dessas falhas e teorias furadas protagonizadas pelo cientista foram por preguiça ou falta de boa vontade. Muitos dos erros de Albert Einstein, aliás, serviram para estimular que outros estudiosos continuassem desbravando e aprofundando os conhecimentos sobre determinadas áreas da Ciência.

Em outros casos, os erros de Albert Einstein foram cometidos pela falta do acesso à quantidade infinida de informações que temos hoje em dia. Tanto, que depois de alguns anos, o próprio Einstein chegou a reformular algumas de suas teorizações que, comprovadamente, estavam erradas.

Mas, seja lá por quais motivos forem, é difícil colocar na cabeça que gênios como Einstein também erravam, não é? É por isso que reunimos alguns dos maiores erros de Albert Eintein na lista que preparamos logo abaixo. Quer ver?

Conheça os 4 grandes erros de Albert Einstein:

1. Einstein x Mecânica Quântica

4-10.jpg (620×412)

 

Um dos maiores erros de Albert Einstein é que ele nunca acreditou no Princípio da Incerteza e chegava a fazer piada com os pesquisadores da Mecânica Quântica. A teoria de Werner Heisenberg, de 1927, que dizia que nada estava definido era algo que não se encaixava nas ideias do cientista mais famoso do mundo, já que ele não acreditava que o Universo pudesse ser influenciado por eventos aleatórios.

O que acontece, no entanto, é que experimentos recentes já provaram que Einstein estava errado e a Mecânica Quântica, correta. Isso porque as informações e os eventos que determinam o Universo podem sim contar com informações pouco precisas. Mas, foi a desconfiança de Albert Einstein que ajudou a ter mais estudos sobre esse assunto e, assim, consolidar essa teoria.

2. A Grande Teoria Unificada

3-12.jpg (620×516)

 

Outro dos erros de Albert Einstein surgiu de sua tendência a unir teorias. Entre 1925 e 1955, por exemplo, ele errou feio ao tentar unir, em uma só explicação, as forças eletromagnéticas e da gravidade. A própria Teoria da Relatividade, que agrega massa, energia, tempo e espaço é um bom exemplo disso e que só foi acertada depois de muitos anos de estudo.

Isso acontecia porque na década de 192o o grande sonho da Ciência era chegar a uma Grande Teoria Unificada, que uniria Física Quântica e a Relatividade Geral. Até hoje, no entanto, isso não foi possível, já que estudiosos chegaram ao consenso de que essas teorias são opostas e incompatíveis.

E, embora a comunidade científica da época de Albert Einstein que alertasse o cientista de sua perda de tempo, ele nem dava ouvidos. O pior de tudo é que esse não o único dos erros de Albert Einstein nesse sentido. Ele também tentou juntar outras duas forças, a forte e fraca, que agem em um nível subatômico; mas isso também não foi possível.

3. “Buracos negros não existem”

2-12.jpg (642×362)

 

Essa sempre foi a opinião formada do cientista sobre os famosos e, até hoje, polêmicos buracos negros. Tanto que, em 1939, ele publicou um artigo categórico, que reforçou um dos maiores erros de Albert Einstein ao longo de sua carreira.

No artigo ele dizia que parar existir esses objetos celestes, as partículas de várias estrelas teriam que ultrapassar a velocidade da luz, sob influência do próprio campo gravitacional. Embora tudo isso pareça difícil demais de entender, o que Albert Einstein queria dizer é que os buracos negros não poderiam existir de verdade.

Até hoje existem dúvidas sobre o assunto, embora alguns estudiosos garantam que os buracos negros existem de verdade. Mas, do final da década de 30 para cá, vários outros estudos levantaram a hipótese da existência deles.

Um dos mais enfáticos é o estudo desenvolvido por Julius Oppenheimer e Hartland Snyder, que afirmaram que estrelas podem sim entrar em colapso se sofrer influência do próprio campo gravitacional. Isso, por sua vez, daria origem aos buracos negros.

4. Universo estático

1-11.jpg (620×435)

 

O quarto dos grandes erros de Albert Einstein tem a ver com o universo e a possibilidade dele ser eterno e estático. Pelo menos era isso que o cientista acreditava. Para ele, o universo não se contraía nem expandia e, com base nisso, chegou até mesmo a incluir na Teoria da Relatividade Geral o que chamou de constante cosmológica.

Acontece, no entanto, que em 1917, Albert Einstein foi alertado sobre seu equívoco por Georges Lemaitre e Willem de Sitter. Eles mostraram que o período imutável e estático do universo eraalgo passageiro, que seria seguido por uma fase de contração e de grande expansão.

Outra teoria, dessa vez lançada em 1929 por Edwin Hubble, um astrônomo bastante respeitado, reforçou esse conceito e garantiu que as galáxias estão se afastando o tempo todo.

Mas, para ninguém ficar triste, embora a tal constante de Einstein tenha sido um de seus maiores erros, em 1998 ela foi retomada. Porém, dessa vez, a teoria passou a ser atrelada ás tentativas de explicar a energia escura.

E você, conhecia os erros de Albert Einstein ao longo de sua carreira?

Fontes: Mundo Estranho, TecMundo