Como seria o Brasil sem a corrupção?

Hoje analisaremos uma questão bem intrigante:
O que aconteceria se não houvesse corrupção no Brasil?

O BRASIL COM A CORRUPÇÃO:

Petrobrás:

Com as propinas pagas, somente na Petrobrás foram desviados mais de 6,2 Bilhões, e nisso se somam ainda os péssimos investimentos feitos no setor, como a compra da usina de Pasadena que foi superfaturada e tantos outros erros ocasionados devido a má gestão, o que fez com que a empresa perdesse simplesmente R$ 436,6 Bilhões em valor de mercado desde 2008.

Usina de Pasadena, no Texas, velha e sucateada.

Com a perda de valor de mercado e os prejuízos acumulados a Petrobrás teve de cortar gastos, o que afetou milhares de trabalhadores, que perderam seus empregos, e somado a isso a empresa também teve de cancelar diversos dos programas sociais que fazia parte e ainda teve diversas obras paralisadas por todo o país, o que gerou ainda mais prejuízo.

Perdas com a Corrupção…
… afetam a saúde, educação, moradia, aumentam os custos para conseguir as coisas e faz com que a vida seja ainda mais penosa para a grande maioria dos brasileiros.

A corrupção no Brasil desvia cerca de 200 bilhões de reais todos os anos, isso faz com que o Brasil seja o 76º colocado no Rank que mede a percepção de corrupção entre 168 países e piorou 7 posições desde a última publicação, podendo piorar ainda mais num lançamento futuro.

 

 

 

Criminalidade:

A criminalidade aumenta sem parar no país, fazendo com que o Brasil seja o 11º país mais inseguro do mundo atualmente, superando muitos países africanos que inclusive estão em conflitos.

Inflação:

“A Corrupção faz com que, aos olhos do mundo, não sejamos um país interessante para se investir, com isso perdemos notas de crédito, o dólar disparou e com o alavancamento da inflação o brasileiro ficou mais pobre, aumentou o preço do pãozinho, do macarrão e da gasolina, e de outros produtos utilizados pelo brasileiro”
Inflação em 2016 chegou aos 10,67%.

 

 

Estamos ficando mais pobres:

Em 21 anos, o real perdeu poder de compra, a nota de R$ 100,00 agora vale cerca de R$ 9,90.

Desde que o Plano Real foi lançado, em 1º de julho de 1994, até 1º de julho de 2015, a moeda se desvalorizou 80,1%. Com isso, a nota de R$ 100, na prática, vale hoje R$ 19,90. Veja agora a situação das outras notas e moedas:

21 anos depois, a nota de R$ 50,00 compra o equivalente a R$ 9,95.
A nota de R$ 10,00 também perdeu grande parte do seu poder de compra e tem valor equivalente a R$ 1,99.
A nota de R$ 5,00 vale R$ 0,99.
No começo do Plano Real, R$ 1,00 podia ser encontrado na forma de cédulas e moedas. A nota deixou de ser impressa, e a moeda agora tem valor equivalente a R$ 0,20.
A moeda de R$ 0,50 também perdeu 80,1% do seu valor com o tempo e vale R$ 0,10 na prática.
A moeda de R$ 0,25 equivale, atualmente, a R$ 0,05.
A moeda de R$ 0,10 perdeu seu poder de compra com o efeito da inflação e hoje equivale a duas moedinhas de R$ 0,01.
A moeda de R$ 0,05 na prática equivale a R$ 0,01.
A moeda de R$ 0,01 ainda existe, mas a inflação de 402,4% ao longo dos 21 anos do Plano Real fez com que, na prática, ela não valha mais nada.

E pela outra via?

O BRASIL SEM A CORRUPÇÃO:

Se o dinheiro fosse investido corretamente daria para triplicar os gastos utilizados com saúde, educação e segurança.
Educação:
O Brasil poderia ter um Laptop para cada aluno, por exemplo, do mesmo modo que acontece no Uruguai atualmente, e ainda teria uma infraestrutura melhor para as escolas e professores mais qualificados.
Estudantes usando laptop infantil numa escola primária do Uruguai.

Saúde de Qualidade:

Com mais dinheiro sobrando, o atendimento seria mais especializado e os hospitais e postos de saúde teriam muito mais qualidade do que contam atualmente e certamente os pacientes não ficariam esperando naquelas assombrosas filas do SUS.

Segurança:

Com mais emprego e uma boa educação, certamente diminuiríamos, e muito, a violência. Dessa forma o brasileiro poderia direcionar parte dos gastos dessa área para outras coisas, como lazer, viagens, educação ou outra coisa que a pessoa deseje.

E por fim, o mais interessante:

Os Salários seriam maiores:

Sem a podridão, haveria mais verbas para investir na empresa e nos funcionários, você ganharia mais, sendo no mínimo, 15,5% – sendo que se a corrupção fosse erradicada por completo, esse aumento poderia chegar a até 60%.

Ou seja – 2,5 salários a mais, chegando a até quase 8 salários a mais no final do ano.

CICLO ETERNO
“Menos corrupção melhora os serviços públicos e privados, as estradas ficam sem buracos, escolas, hospitais e obras de saneamento serão construídos no prazo e ainda teremos melhores atendimentos hospitalares e as obras não ficariam inacabadas. A arrecadação de impostos melhoraria e seria possível investir mais na educação, no futuro do país.
 
Corrupção gera corrupção,
Honestidade gera lucro.

Com as empresas contratando e em um cenário de poder aquisitivo maior, as pessoas comprariam mais, o mercado se aqueceria e esse ciclo positivo continuaria, incentivando ainda mais investimento e desenvolvimento no país.

Quem sabe algum dia não sejamos capazes de participar desse ciclo eterno?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s